Pular para o conteúdo principal

Capelão Demitido por Orar em Nome de Jesus Enfrenta Batalha Judicial


http://livrariaplenitude.com.br/


Gordon J. Klingen schmitt, um capelão da marinha dos Estados Unidos que foi afastado por desobedecer a proibição de orar "em nome de Jesus", retornou ao Supremo Tribunal após dez anos de silêncio sobre o seu caso.

"Fazem dez anos que a Marinha me puniu como capelão, por eu ter citado versículos 'exclusivos' da Bíblia durante o culto cristão, por orar em nome de Jesus ‘usando uniforme fora da capela’ e por ‘adorar em público’", disse Gordon ao site WND.

"Nenhum juiz no meu caso, civil ou militar, defendeu a Constituição como prometeram fazer no juramento. Oro para que o Supremo Tribunal dos EUA sejam os primeiros a ouvirem o meu caso, concedam o pedido de writ of certiorari e, finalmente, que a primeira emenda proteja os direitos dos capelães militares de orar e pregar o evangelho de Jesus Cristo”, acrescentou.

Desde seu afastamento do serviço militar, Gordon tem liderado o ministério “Pray In Jesus Name” (“Ore Em Nome De Jesus”), e tem atuado como representante da comunidade de Colorado na legislatura estadual.

Gordon tinha um alto cargo na Força Aérea Americana, mas optou por ser classificado em uma categoria mais baixa para se tornar capelão da Marinha, onde passou a enfrentar oposição às suas expressões do cristianismo.

Em 1998, ele recebeu uma advertência do ex-chefe dos capelães da Marinha, condenando os militares que oram "em nome de Jesus" em público. Em 2004, um dos comandante o puniu por ter citado um versículo "exclusivo" da Bíblia, que dizia que Jesus é o único caminho para Deus.

No ano seguinte, ele foi "rebaixado" por causa de suas crenças religiosas e, mais tarde não teve seu contrato renovado. Depois do ocorrido, Gordon enfrentou o tribunal por ter orado em nome de Jesus usando seu uniforme em público.

Um caso semelhante aconteceu com o capelão Wesley Modder, que por causa de suas opiniões bíblicas a respeito do casamento e da sexualidade humana, foi censurado por um comandante da base para deixar de finalizar uma oração em nome de Jesus.

Estes são, de fato, dias difíceis para os cristãos que querem atuar no serviço militar dos Estados Unidos.
Fonte: CPAD News
Viste nosso site: www.livrariaplenitude.com.br 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REVERENDO CAIO FÁBIO É PRESO - DOSSIÊ CAYMAN

Nesta quinta-feira (25) o reverendo Caio Fábio foi preso em Brasília após decisão da Justiça sobre o chamado “Dossiê Cayman” que foi divulgado em 1998 causando grande impacto na política brasileira. Na  época Caio Fábio foi apontado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) como o criador de uma série de documentos que afirmavam que o então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, e outros políticos do PSDB mantinham contas secretas nas Ilhas Cayman. Acusado de calúnia, o religioso foi condenado em 2011 na 1ª instância pela Justiça Eleitoral, a quatro anos de prisão, mesmo sendo inocentado pelos depoimentos das vítimas. Ao que tudo indica o caso ou foi reaberto, ou passou para outras instâncias, e nesta data (25/05/2017) Caio Fabio foi levado para a Papuda, onde cumprirá o regime semi-aberro. Conforme um áudio (logo abaixo) feito pelo próprio reverendo, ele mesmo se apresentou e seu advogado não entrou – até o momento do áudio – com nenhuma ação contra a decisão judicial.
“Eu mesmo es…

PASTOR DIZ QUE EXISTE SIM ABUSO ESPIRITUAL EM ALGUMAS IGREJAS

Ronald M. Enroth, pastor americano, resolveu acompanhar algumas pessoas que se desligaram da Jesus People USA, um grupo religioso dos Estados Unidos, e coletou informações sobre como os pastores faziam pressão psicológica para impedir que o povo deixasse sua congregação. As atitudes usadas por eles foram marcadas como “abuso espiritual” e foram relatadas em um livro assinado por Ronald que também é sociólogo de religião. Apesar de ser uma pesquisa realizada nos Estados Unidos percebe-se que muitas dessas atitudes são aplicadas nas igrejas brasileiras para impedir que os membros se desliguem e partam para outros ministérios. O pastor Enrolth listou no livro “Churches That Abuse”, lançado em 1991, sete formas de abuso espiritual praticadas por igrejas evangélicas. Entre elas a distorção da Palavra, a criação de uma liderança autocrática, o sentimento de superioridade em relação ao outros grupos religiosos e o elitismo espiritual. O pastor Serol, da Igreja Batista da Palavra Viva resumiu As…

Camiseta - Exército de Deus, Aliste-se Já