Pular para o conteúdo principal

LANÇAMENTO - ALINE BARROS - EXTRAORDINÁRIA GRAÇA

“Meu coração se alegra com tudo que aconteceu e só tenho motivos para agradecer a Deus. Está tudo lindo e maravilhoso. Deus fez algo extraordinário. A graça de dEle superabundou naquele lugar, sobre as nossas vidas e em tudo que aconteceu. Vocês vão provar, experimentar de algo tremendo e poderoso através deste trabalho, desse DVD, das imagens, das canções…”, adianta Aline Barros com euforia. E não era para menos. Foram dois anos sonhando e trabalhando no desenvolvimento no projeto junto com a diretora artística Marina de Oliveira e do seu marido e diretor executivo, Gilmar Santos, buscando o que existia de mais moderno no mercado. Ruben di Souza assina arranjos e produção musical.
Alguns números (bem, mas bem altos) dão uma ideia da dimensão do projeto: 1.080m2 de palco, 360m2 de led, 8 toneladas em estrutura e equipamento de luz, mais de 300 profissionais envolvidos em 7 dias de montagem. “Foram meses trabalhando na realização deste DVD. Desde a seleção do repertório, escolha dos profissionais, desenvolvimento de computação gráfica, estudo de palco e cenografia, concepção de figurino, produção musical, ensaios, muitos ensaios… São tantos detalhes, tanto tempo investido que as pessoas não fazem ideia quando conferem o resultado. Mas, pra glória de Deus, tudo foi realizado conforme a vontade dEle. Nosso maior objetivo é através do ‘visual’ atrair vidas para serem abençoadas com as ministrações”, compartilha Marina de Oliveira.
Talvez, uma das tarefas mais difíceis foi a escolha das 17 músicas para compor o repertório do DVD (a versão em CD traz 14 faixas). Porém, todas elas ganharam inspirados arranjos de Ruben di Souza. Definitivamente, um trabalho primordial, rico em detalhes e sutileza sonoras. Grandes sucessos como “Ressuscita-me”, “Casa do Pai”, “Vitória no Deserto” e “Lugar Seguro” estão presentes, claro. Como também uma regravação emocionante do clássico cristão “Porque Ele Vive” (sim, conseguiu ficar diferente de tudo que já foi produzido até hoje). A participação de Bruna Karla e Fernandinho em “Rendido Estou” é um dos pontos altos do projeto.
Aline Barros usou quatro figurinos diferentes e preparou momento bem especial para a canção “Santo”: mapping (projeção de imagens mapeadas) em um longo vestido branco – instante de adoração e contrição com interpretação emocionante. E ainda foi acompanhada pelo Grupo de Dança Mudança (da Comunidade Internacional da Zona Sul, onde congrega com toda sua família) em “Profetas dessa Geração” e “Teus Para Sempre”. Nos Extras do DVD, mensagem ministrada pelo Pr. Marco A. Peixoto no dia da gravação. A cenografia e light design são assinados por Marcelo Cordeiro (Mattoso), direção de gravação por Anselmo Troncoso e direção executiva por Gilmar Santos e MK Music, que disponibilizou todo seu staff. O DVD EXTRAORDINÁRIA GRAÇA marca definitivamente a carreira de Aline Barros. É ver para crer e ser abençoado… 

Adquira já!
 www.livrariaplenitude.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Benny Hinn Confessa que Passou dos Limites com a Teologia da Prosperidade

Enquanto refletia sobre a vida e a morte do evangelista Billy Graham em um vídeo publicado no Facebook, o evangelista Benny Hinn admitiu que "foi longe demais" com a teologia da prosperidade. "Nós somos atacados por pregar prosperidade. Bem, está na Bíblia, mas acho que alguns chegaram ao extremo com isso, e a palavra de Deus não ensina assim. Acho que eu sou tão culpado quanto os outros", disse ele. "Às vezes você vai um pouco além do que realmente precisa ir e, então, Deus o traz de volta à normalidade e à realidade", disse Hinn, de 65 anos, em sua conversa com um colega do ministério.  "Quanto mais você conhece a Bíblia, mais você se torna biblicamente embasado e equilibrado em suas opiniões e pensamentos, porque somos influenciados. Quando eu era mais novo, fui influenciado pelos pregadores que ensinavam naquela época. Mas como vivi mais tempo, fico pensando: 'Você sabe que isso não se encaixa totalmente com a Bíblia e com a realidade'. …

Pastor Abílio Santana é processado depois de pregar contra a Bíblia Gay

O pastor Abílio Santana é bastante conhecido, em especial no meio pentecostal, por conta de suas ministrações e também pelas declarações polêmicas. O motivo é um vídeo publicado por ele nas redes sociais no início deste ano, o líder religioso irá responder uma ação judicial por injuria e difamação. Os autores do processo, aberto na 5ª Vara Criminal do Estado da Bahia são os militantes LGBT Jefferson Raphael Caetano Lira e José Marvel Queiroz de Sousa. Eles ingressaram com uma queixa-crime contra Abílio Santana após o pastor ter feito críticas a publicação da Bíblia Graça Sobre Graça, comentada por Marvel, que se apresenta como pastor e teólogo. Dizendo que estava fazendo um alerta para os cristãos, Abílio diz no vídeo que as pessoas deviam “ficar atentas” ao comprar uma Bíblia pois poderiam estar adquirindo uma “Bíblia gay”. Na ocasião ao comentar o assunto, mostrou fotografias de Marvel e o mencionou nominalmente. Explicando de forma irônica que essa versão tiraria versículos bíblicos p…

Carnaval, Festa Pagã do Começo ao Fim

O Carnaval Pagão começa quando Pisistráto oficializa o culto a Dioniso na Grécia, no século VII a.C. e termina quando a Igreja católica adota, oficialmente, o carnaval em 590 d.C. A única diferença entre o carnaval da antiguidade para o moderno é que, no primeiro, as pessoas participavam das festas mais conscientes de que estavam adorando aos deuses. O carnaval era uma prática religiosa ligada à fertilidade do solo. Era uma espécie de culto agrário em que os foliões comemoravam a boa colheita, o retorno da primavera e a benevolência dos deuses. No Egito, os rituais eram oferecidos ao deus Osíris, por ocasião do recuo das águas do rio Nilo. Na Grécia, Dionísio, deus do vinho e da loucura, era o centro de toda as homenagens, ao lado de Momo, deus da zombaria.
Em Roma, várias entidades mitológicas eram adoradas a começar por Júpiter, deus da orgia, até Saturno e Baco, que era o deus da agricultura. Durante estas celebrações, conhecidas como “Saturnais” os escravos eram soltos e as pesso…