Pular para o conteúdo principal

A Vocação Espiritual do Pastor - Eugene Peterson


Pastores também são gente – mesmo quando se esquecem disto.

A última pessoa de quem se espera ouvir falar de crise pessoal é o pastor. A imagem que se forjou do sacerdote em séculos de história cristã aponta para uma figura praticamente imaculada, imune a vacilações, tão sólida em suas estruturas internas quanto o próprio Cristo. Na prática, porém, suas fragilidades se revelam – às vezes, em episódios cruciais para seu ministério. Em certo momento da vida, o pastor Eugene Peterson passou por este conflito. Descobriu que, ao contrário do que pensava, sua identidade como “crente” e sua vocação como “pastor” não andavam necessariamente de mãos dadas. Viu-se diante do que chamou “grande abismo”, numa alusão a Lucas 16:26. E foi naquele momento que clamou a Deus e redescobriu a espiritualidade própria do chamado que recebera.

A vocação espiritual do pastor, publicado anteriormente pela United Press sob o título À sombra da planta imprevisível, é o relato dessa experiência decisiva, que Peterson compartilha a partir de uma reflexão sobre a personalidade de Jonas e a contenda que travou com sua vocação. Com a autoridade adquirida em anos de prática e uma bagagem acadêmica considerável, Peterson desconstrói mitos e resgata a essência do chamado pastoral, abordando questões que envolvem o labor ministerial e a espiritualidade toda própria que ele pressupõe.

Sobre o autor:
Eugene Peterson nasceu em 1932, no Estado de Washington. Graduou-se pelo Seminário Teológico de Nova York e pela Universidade John Hopkins. Em 1962, fundou a Igreja Presbiteriana Cristo Senhor em Maryland, nos Estados Unidos. A partir de 1991, passou a dedicar mais tempo ao ensino e à literatura. Em janeiro de 1993, tornou-se docente em Teologia Espiritual no prestigiadíssimo Regent College, no Canadá, onde atualmente é professor emérito. Além de escritor e poeta, Peterson se dedica à tradução da Bíblia, tendo traduzido o Novo Testamento (The message). É autor de vários livros, entre os quais O pastor contemplativo, O pastor que Deus usa e Corra com os cavalos, publicados no Brasil pela Editora Textus, uma divisão da Editora Mundo Cristão.

ISBN: 85-7325-409-2 Páginas: 176 Tamanho: 16x23 Categoria: Espiritualidade Ano: 2006

Pedidos (51) 3059-6659
ou
plenitude.livraria@hotmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REVERENDO CAIO FÁBIO É PRESO - DOSSIÊ CAYMAN

Nesta quinta-feira (25) o reverendo Caio Fábio foi preso em Brasília após decisão da Justiça sobre o chamado “Dossiê Cayman” que foi divulgado em 1998 causando grande impacto na política brasileira. Na  época Caio Fábio foi apontado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) como o criador de uma série de documentos que afirmavam que o então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, e outros políticos do PSDB mantinham contas secretas nas Ilhas Cayman. Acusado de calúnia, o religioso foi condenado em 2011 na 1ª instância pela Justiça Eleitoral, a quatro anos de prisão, mesmo sendo inocentado pelos depoimentos das vítimas. Ao que tudo indica o caso ou foi reaberto, ou passou para outras instâncias, e nesta data (25/05/2017) Caio Fabio foi levado para a Papuda, onde cumprirá o regime semi-aberro. Conforme um áudio (logo abaixo) feito pelo próprio reverendo, ele mesmo se apresentou e seu advogado não entrou – até o momento do áudio – com nenhuma ação contra a decisão judicial.
“Eu mesmo es…

PASTOR DIZ QUE EXISTE SIM ABUSO ESPIRITUAL EM ALGUMAS IGREJAS

Ronald M. Enroth, pastor americano, resolveu acompanhar algumas pessoas que se desligaram da Jesus People USA, um grupo religioso dos Estados Unidos, e coletou informações sobre como os pastores faziam pressão psicológica para impedir que o povo deixasse sua congregação. As atitudes usadas por eles foram marcadas como “abuso espiritual” e foram relatadas em um livro assinado por Ronald que também é sociólogo de religião. Apesar de ser uma pesquisa realizada nos Estados Unidos percebe-se que muitas dessas atitudes são aplicadas nas igrejas brasileiras para impedir que os membros se desliguem e partam para outros ministérios. O pastor Enrolth listou no livro “Churches That Abuse”, lançado em 1991, sete formas de abuso espiritual praticadas por igrejas evangélicas. Entre elas a distorção da Palavra, a criação de uma liderança autocrática, o sentimento de superioridade em relação ao outros grupos religiosos e o elitismo espiritual. O pastor Serol, da Igreja Batista da Palavra Viva resumiu As…

Camiseta - Exército de Deus, Aliste-se Já